Seguro DPVAT - saiba como pagar o seguro DPVAT

Seguro DPVAT: saiba como pagar o seguro DPVAT

Já pensou ser multado com sete pontos na carteira porque não sabia como pagar o seguro DPVAT?

O seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) é obrigatório e deve ser pago no mesmo dia do IPVA ou, em caso de isenção desse imposto, junto ao licenciamento ou emplacamento do veículo.

Se não pagar o DPVAT, o proprietário do automóvel não poderá realizar o licenciamento e estará sujeito a multa: perde sete pontos na carteira e ainda pode ter o veículo apreendido.

Seguro DPVAT - saiba como pagar o seguro DPVAT

Para evitar essa dor de cabeça, aprenda a manter o seguro DPVAT em dia neste artigo. Confira!

 

  • O que é DPVAT?

 

    1. Desde 1974, o DPVAT vem atuando no cenário automobilístico como um seguro social indenizatório às vítimas de acidentes de trânsito.
    2. Seja motorista, passageiro ou pedestre, o seguro DPVAT garante o reembolso de despesas médicas e suplementares, invalidez permanente e morte, em caso de acidentes com veículos automotores e dentro do território nacional.
    3. Outro ponto importante é que a indenização não depende da apuração de culpa do acidente, uma vez que o seguro DPVAT cobre danos físicos provocados por todos os acidentes de carro com motor próprio (carro de passeio, ônibus, caminhões, motos, ciclomotores, lotação com cobrança de frete).

 

  • Como pagar o seguro DPVAT?

 

    1. O seguro DPVAT precisa ser pago todos os anos junto ao IPVA. Caso o veículo seja isento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, o pagamento do DPVAT ocorrerá sempre no dia do licenciamento ou emplacamento do carro.

 

Pagar o DPVAT é muito fácil, veja só!

 

  • Vá até o site da Seguradora Líder (administradora do seguro);
  • Clique no seu Estado no mapa;
  • Verifique em qual situação está seu veículo.

É importante ficar atento aos bancos que aceitam o pagamento do DPVAT, pois alguns dependem da situação em que se enquadra seu veículo (isentos de IPVA, usados e novos).

Por exemplo, se você mora no Rio de Janeiro e vai pagar o seguro de um veículo usado, terá apenas os bancos CAIXA/CEF, Itaú, Bradesco, Santander e Banco do Brasil para realizar o procedimento.

 

  • O que acontece se não pagar o seguro DPVAT?

 

Pagar o seguro DPVAT significa não ter dor de cabeça no futuro, isso porque, o proprietário que não paga terá que arcar com todas as despesas sozinho, em caso de acidente.

 

Apesar de não haver cobrança de multa pelo não cumprimento da Lei nº 11.482/07 (que se refere ao DPVAT), quem não pagar o seguro fica impedido de receber o licenciamento.

 

Sem esse documento (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo/CRLV), o carro que for parado numa blitz receberá multa por infração grave: perderá sete pontos na carteira, sob o risco de ter o carro apreendido.

 

Portanto, melhor prevenir do que remediar, não é mesmo? O dono do veículo pode até deixar de pagar o DPVAT, mas o risco de perdê-lo numa blitz por falta de licenciamento ou ter que arcar com todas as despesas em um eventual acidente podem ser fortes motivos para manter o seguro em dia.

Se este artigo conseguiu sanar suas dúvidas sobre como pagar o seguro DPVAT, aproveite e compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas tenham conhecimento sobre este assunto.